Compartilhe Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Linkedin
Como fazer gráfico no Excel? Aprenda com o passo a passo

Como fazer gráfico no Excel? Aprenda com o passo a passo

Curta Duração
Como fazer gráfico no Excel? Aprenda com o passo a passo

4 meses atrás 3 min de leitura

O Excel é um recurso da Microsoft muito utilizado para avaliar desempenhos no ambiente corporativo. Em algumas áreas da organização ele faz parte da rotina diária, como por exemplo, a administrativa. 

Com essa ferramenta, é possível criar gráficos e relatórios gerenciais importantes para direcionar as tomadas de decisões. Isso porque, os gráficos possibilitam analisar visualmente dados apresentados em números. E isso os torna mais fáceis e práticos de interpretá-los.

Portanto, se você ainda não sabe como fazer gráfico no Excel, está no lugar certo. Vamos te ensinar o passo a passo para criar os gráficos mais utilizados. Confira!

Como fazer gráfico no Excel?

Para iniciar, você precisa considerar que todo gráfico é gerado a partir dos dados de uma planilha – por planilha, podemos entender tabela. Sendo assim, é muito importante que a sua base de dados esteja devidamente organizada, pois é a partir dessas informações que o gráfico será criado.

Para a maioria dos gráficos você pode distribuir os dados em linhas ou colunas, os chamados eixos X (disposto na horizontal) e eixos Y (vertical). Na prática, você vai organizar seus dados em uma tabela no Excel e a partir deles criar o gráfico adequado para ilustrar as informações e apresentar os resultados com facilidade. 

Quais são os gráficos mais utilizados no Excel?

Existem diferentes formatos de gráficos disponíveis para trabalhar no Excel e você fará a escolha do que melhor se enquadra com os seus objetivos. Mas, alguns modelos são os mais usados e provavelmente você já teve contato com eles. Veja quais são os gráficos a seguir: 

Gráfico de pizza 

Nesse modelo, também conhecido como gráfico de setor, os dados são apresentados em setores, como se fossem fatias de pizza, que juntos formam o todo, ou seja, 100% dos dados. 

É um gráfico muito utilizado para dados qualitativos nominais. Mas quando existem muitas variáveis ele não é indicado, já que para sua leitura ser fácil é preciso visualizar o contraste entre as fatias. Nesse sentido, para dados com mais de 5 informações diferentes ele não é a melhor opção.

Confira o exemplo:

grafico de pizza cursos online mais acessados

Gráfico de linhas

O gráfico de linha é uma ótima escolha quando o objetivo é acompanhar dados em um determinado período de tempo. Ele permite analisar o crescimento diário de um dado e compará-lo em períodos, por exemplo. 

Assim como as tabelas, ele é organizado em eixos X e Y.  

Confira o exemplo:

Gráfico de colunas

Esse modelo é um dos mais populares, isso porque sua leitura é de fácil compreensão, tornando-o muito prático. Também é útil para apresentar a evolução dos dados com relação a intervalos de tempo, como o gráfico de linhas. Além disso, permite trabalhar com  diferentes categorias de informações, inclusive subcategorias.

Veja o exemplo abaixo:

Gráfico de barras 

O gráfico de barras é geralmente associado ao gráfico de colunas, pois apresenta características semelhantes. Ele é muito utilizado para visualizar dados divididos em grupos ou subgrupos. 

A única diferença entre os gráficos de barras e gráficos de colunas consiste no seu eixo. O gráfico de barras pode ser construído sob o eixo X ou Y. Enquanto o de colunas é construído necessariamente sob o eixo X, horizontal.

Aqui temos um exemplo de gráfico de barras feito a partir da mesma planilha do exemplo anterior, no gráfico de colunas.

Passo a passo de como fazer gráfico no Excel

Agora que você já sabe quais são os modelos de gráficos mais utilizados e as suas características, chegou a hora de fazer o seu próprio gráfico no Excel!  

Com a planilha e os dados organizados, vamos dar início a criação do gráfico:

  1. Selecione os dados da sua planilha; 
  2. No menu superior, clique em Inserir > Gráficos recomendados;  
  3. Agora, você deve selecionar o gráfico desejado para que o Excel possa criá-lo a partir dos dados da sua planilha.
  4. Pronto! Fácil, né? Edite as informações de acordo com a sua preferência.

Tem interesse em aprender mais sobre a ferramenta? Conheça os cursos de Excel do SENAI. Disponíveis nas categorias: Excel Básico, Excel Intermediário e Excel Avançado.

Tags