Compartilhe Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Linkedin
Eletrotécnica ou eletromecânica: qual curso técnico escolher?

Eletrotécnica ou eletromecânica: qual curso técnico escolher?

Cursos Técnicos
Eletrotécnica ou eletromecânica: qual curso técnico escolher?

2 meses atrás 3 min de leitura

O mercado de trabalho, além de muito competitivo, é um mar de possibilidades. Sabemos que a capacitação é o melhor investimento e o caminho mais aconselhável para conquistar uma boa colocação e um salário satisfatório.

Escolher uma dentre as inúmeras áreas existentes para estudar e se qualificar pode ser complexo. Mas, se você tiver informações o suficiente sobre cada uma das especialidades, fica mais fácil decidir qual se adequa mais ao que você espera do futuro.

Já trouxemos aqui no blog que o curso técnico é uma excelente opção para quem deseja construir uma carreira de sucesso, visto que ele surgiu para suprir a demanda da indústria por capacitação profissional qualificada.

Mas no meio dos cursos técnicos não é diferente: são muitas opções! Uma dúvida muito comum a quem tem interesse nas áreas de energia e circuitos elétricos é: qual curso técnico é melhor, eletrotécnica ou eletromecânica?

Bom, para começar, é importante salientar que o melhor curso técnico é aquele que melhor se encaixa com os seus objetivos, interesses e aptidões, por isso, é essencial conhecer como funciona cada curso e onde atua cada profissional.

Técnico em eletrotécnica e técnico em eletromecânica: qual a diferença?

Esses dois ramos da ciência e da tecnologia lidam diretamente com energia, dispositivos e sistemas elétricos. A diferença básica é que a eletrotécnica está apta para trabalhar com dispositivos elétricos e eletrônicos, enquanto a eletromecânica combina os conhecimentos da eletrotécnica com a mecânica.

No caso de um motor, por exemplo, o técnico em eletrotécnica projeta e executa as ligações, bem como dá partida no motor. Enquanto o técnico em eletromecânica, além de estar igualmente capacitado para esses processos, também realizará as manutenções, o balanceamento e a troca das peças mecânicas.

Afinal, o que é eletrotécnica?

Ações simples do dia-a-dia como acender uma lâmpada, ligar um computador ou passar um café em uma cafeteira elétrica podem até parecerem descomplicadas, mas, percebemos a complexidade desses procedimentos quando, algum dos equipamentos citados, falha ou não funciona. Neste momento, entra a ação do técnico, ou melhor, do técnico em eletrotécnica. Mas não pense que é apenas essa a função desse profissional!

Muitas vezes, o técnico em eletrotécnica é considerado um eletricista geral. Mas é importante destacar que a abrangência deste profissional é muito mais ampla. Ele cria, projeta, desenvolve, instala e mantém equipamentos de geração, transmissão, distribuição e consumo de energia. Esse trabalho pode ter foco industrial, predial, residencial ou de infraestrutura.

O técnico em eletrotécnica trabalha com energia renovável ou não-renovável e pode elaborar sistemas de instalações elétricas de baixa, média ou alta tensão de até 800kVa, o que equivale, por exemplo, a um projeto de um grande supermercado atacadista.

Sobre o mercado de trabalho, existe muita demanda proveniente das indústrias e da construção civil, para projetar e executar as instalações elétricas nesses ambientes. As empresas de telecomunicações também costumam ser grandes demandantes de serviços eletrotécnicos. E o mercado autônomo, apesar de competitivo, também é muito favorável e atrativo para esses profissionais.

E o que faz um técnico em eletromecânica?

O profissional eletromecânico analisa, projeta, desenvolve, produz e realiza manutenções de sistemas e dispositivos que contenham componentes elétricos e mecânicos. Muitos desses dispositivos fazem parte do nosso cotidiano. Motores elétricos de ventiladores, máquinas de lavar, secadores de cabelo e transformadores geradores são ótimos exemplos. E a lista é enorme! Isso quer dizer que todos esses dispositivos citados convertem energia elétrica em energia mecânica ou vice-versa.

Já o mercado de trabalho para o técnico em eletromecânica está, sem dúvidas, voltado para as indústrias, principalmente no que diz respeito à manutenção de equipamentos, devido a grande quantidade desses dispositivos nesses espaços.

Salários

É importante considerar que um dos fatores que mais beneficia o mercado de trabalho das duas áreas é a alta e contínua demanda de serviços realizados por técnicos em eletrotécnica e eletromecânica proveniente, principalmente, da indústria. 

Os salários podem variar entre R$4.000 e R$5.000, em média. Já para profissionais autônomos, esse valor pode variar ainda mais, dependendo do quanto o trabalho é divulgado, visto que são áreas com muita demanda, e também para quem ou qual empresa o serviço será prestado, além da complexidade desse serviço.

Capacitação profissional e segurança

Se capacitar para essas profissões em um bom curso técnico se torna ainda mais importante quando o assunto é saúde e segurança. Isso porque são áreas que, por atuarem diretamente com eletricidade, exigem muitos cuidados. 

Por isso, para esses profissionais, o conhecimento de normas como a NR-10, emitida pelo Ministério do Trabalho e Emprego do Brasil, é de extrema necessidade, pois elas visam garantir a saúde e segurança dos trabalhadores e manter os ambientes de trabalho mais seguros.

Os técnicos em eletrotécnica e eletromecânica do SENAI são os mais procurados dos últimos anos. Isso porque somos uma instituição amplamente reconhecida pelo mercado de trabalho, certificada pelo MEC e que forma profissionais altamente qualificados. Confira todos os cursos que oferecemos aqui.